Como fazer um ritual protegido

Magia & Feitiçaria

<< < (2/2)
Ja decidi qual pacto irei fazer mas primeiro antes de tudo terei de estudar muito bem o ritual
Seja a primeira pessoa a gostar disto, fazendo login ou registando-se.
pub
Ja decidi qual pacto irei fazer mas primeiro antes de tudo terei de estudar muito bem o ritual

Mas a coisa é assim, você decide fazer um pacto e os gajos (de quem você precisa de algum modo dos serviços porque eles são superiores a você), têm que se sujeitar à sua vontade e aliar-se a si?

Você julga que manda e os gajos obedecem sem mais nem pró-quê?

Normalmente vingam-se é de quem não se sabe pôr no seu lugar e ultrapassa as normas que eles impõem para esses acordos.

A vida é sua, paz à sua alma.
« modificado por F.Leite em Janeiro 13, 2018, 12:02:48 »
Seja a primeira pessoa a gostar disto, fazendo login ou registando-se.
Boa tarde

A usuário "ErzaKnightwalker" pretende fazer um pacto... eu creio que é livre de fazer os pactos que queira, desde que tenha consciência dos actos que comete.

Não adianta interferirmos no livre-arbitrio dos outros, quando nós, não permitimos que isso aconteça connosco.
É uma experiência que poderá correr bem ou mal, porque nada é garantido como "certo ou errado". Faz parte da nossa aprendizagem errar e aprender, cair e levantar.

Espero que a sua experiência lhe traga conhecimento e sabedoria. Se for possivel, depois partilhe a sua experiência.
Faça o login ou registe-se para Gostar.
A usuário "ErzaKnightwalker" pretende fazer um pacto... eu creio que é livre de fazer os pactos que queira, desde que tenha consciência dos actos que comete.

Não adianta interferirmos no livre-arbitrio dos outros, quando nós, não permitimos que isso aconteça connosco.
É uma experiência que poderá correr bem ou mal, porque nada é garantido como "certo ou errado". Faz parte da nossa aprendizagem errar e aprender, cair e levantar.

Espero que a sua experiência lhe traga conhecimento e sabedoria. Se for possivel, depois partilhe a sua experiência.

Por essa forma de ver, então qualquer assassino é livre de cometer os crimes que quiser desde que tenha consciência dos crimes que comete. E normalmente quem consegue fazer pactos com essas entidades é com crimes ou prejudicando a vida de outros humanos que vai pagar as mais valias recebidas.

Só não consegue ver isso quem anda aqui a falar de entidades negativas ou diabólicas só para botar faladura. Ou será que julga que como pagamento a uma entidade que nos ajuda a alcançar um bom lugar na empresa vamos ser induzidos a pregar o amor ao próximo? O que depois exigem é que de alguma forma seja feita repressão sobre os demais, que se pratique assédio sobre os que ocupam uma posição inferior para dessa forma criar instabilidade no maior numero de lares possível.

Imagine, por exemplo, que o seu patrão o explora no salário e que você se vê forçado a trabalhar num ambiente de cortar à faca. Descobre que o seu patrão é ligado a práticas luciferianas e que esse é o motivo da forma como ele dirige o seu negócio. Você simplesmente espera que o que ele faz o premeie com conhecimento e experiência e que ele no mínimo partilhe consigo o que aprendeu?

Quantos violadores o fazem induzidos por essas entidades e por esses acordos? Pois que o façam porque são livres e não temos nada com isso, será a melhor resposta a isso? E quando a violada for a nossa mulher, a nossa filha, a nossa irmã ou a nossa mãe? Será que vamos continuar a pensar da mesma maneira?

O mundo é uma coisa extraordinária de belo que nós destruímos porque não sabemos medir o alcance das nossas ações e não sabemos demover os outros de fazer coisas que mais tarde ou mais cedo acabarão por ajudar a destruir a harmonia do nosso viver.

É um fartar vilanagem que a gente cá está depois para se queixar que os outros nos dão cabo da vida. Coisas do diabo.
Faça o login ou registe-se para Gostar.
A usuário "ErzaKnightwalker" pretende fazer um pacto... eu creio que é livre de fazer os pactos que queira, desde que tenha consciência dos actos que comete.

Não adianta interferirmos no livre-arbitrio dos outros, quando nós, não permitimos que isso aconteça connosco.

A usuário "ErzaKnightwalker" colocou uma questão no fórum para que os usuários em geral discorressem sobre o assunto. Nesse sentido, nada do que lhe possamos transmitir pode ser considerado interferência no livre-arbítrio dela.

Ela tomou a iniciativa de pedir opiniões. Nós respondemos.
Cada um de nós diz o que tem a dizer, em resposta a uma solicitação da interessada.

Interferir no livre-arbítrio de outra pessoa é "meter o bedelho onde não é chamado". Não é de todo o caso.

Sobre este assunto, já dei a minha opinião mais do que uma vez e volto a dá-la porque num caso destes, os avisos não são demais.

ErzaKnightwalker, leia de novo tudo o que já lhe disseram até aqui.
Quem a avisa dos perigos do seu intento, sabe bem do que fala.
Retroceda enquanto é tempo.
Seja a primeira pessoa a gostar disto, fazendo login ou registando-se.
Caro F. Leite e xion, apesar de não terem compreendido a minha opinião, eu vou tentar ser mais objectivo e frontal... peço desculpa, desde já, se ferir a sensibilidade a alguém.

A usuário em causa, pretende realizar um pacto.
Supostamente, essa usuário saberá dos riscos que corre, mas pretende executar esse pacto, ou seja, tem livre-arbitrio, que a meu ver, deverá ser respeitado.

A usuário em causa, não pediu opiniões "fora de contexto", apenas solicitou ajuda para realizar o pacto que ela pretende, o que, até à presente data, ninguém teve a delicadeza de informar os passos que a usuário pretende para que tenha sucesso ou insucesso no seu pacto.

Se há quem considere esse pacto imoral ou contra os seus ideais, não foi isso que foi solicitado.
Ninguém falou em assassinatos, violações ou outras situações negativas, que a meu ver, já é deturpar a minha opinião, manipulando a opinião alheia e criando discórdia entre todos.

Haja coerência por favor.
Seja a primeira pessoa a gostar disto, fazendo login ou registando-se.
Boa noite quero começar um pacto com lucifer mas quero me precaver de espíritos malignos de me possuírem como devo proceder?

A minha resposta final à sua questão:
O procedimento mais eficaz para se precaver da possessão de espíritos malignos, é não realizar um pacto com lucifer.
Seja a primeira pessoa a gostar disto, fazendo login ou registando-se.
Caro F. Leite e xion, ...

A usuário em causa, pretende realizar um pacto...

A usuário em causa, não pediu opiniões "fora de contexto", ...

Se há quem considere esse pacto imoral ou contra os seus ideais, não foi isso que foi solicitado....

Haja coerência por favor.

Haja coerência mas que não haja conivência nestes casos e diz a lei dos homens que quando se sabe que alguém pretende fazer algo que possa pôr em risco ou de alguma forma interferir de forma prejudicial na vida de terceiros, comete o crime de conivência se não denunciar ou de alguma forma impedir que tal ato aconteça. Acontece que um pacto desses põe sempre em causa a liberdade de terceiros devido às condições impostas pelo mesmo.

O fórum é público na leitura, mas reservado no acesso aos seus membros aos quais é permitido discorrer sobre o tema do tópico dando a sua opinião, conselhos ou sugestões que ache de acordo e alusivos ao tema. As perguntas podem até não incomodar quem as faz, mas as respostas podem, principalmente quando fogem à leviandade de dizer sim ao que é proposto e chamarem a atenção para os perigos.

O membro que colocou a questão não tem tanto assim a certeza do que quer e até por algum motivo escuso, mente no sexo e na idade, julgando assim alcançar proteção para o que pretende, se é que pretende mesmo alguma coisa do que diz. Infelizmente são alguns os que por aqui postam algumas coisas somente para testarem os médiuns de serviço que de uma forma ou outra se deixam cair na esparrela.

Eu falei nas situações negativas porque elas acontecem. Eu nunca quis fazer um pacto, mas um pacto já me foi proposto. Eu poderia estar agora muito bem de vida mas não estaria em paz com a minha consciência se o tivesse aceite pois seria um viajar constante nos remorsos e eu não quero ficar abaixo da condição de ser humano e inteligente somente para ter valores materiais dispensáveis. Prefiro ter amigos, coisa que teria deixado de ter.

Esse pacto foi-me proposto pois eu entrei nos meandros desse lado negativo ao tentar desmanchar acordos desses a pedido de quem estava arrependido de os ter feito. Mas não me deixei sujar moralmente por essas hostes e não era agora que ia ser conivente com eles indicando ao membro em questão a forma de os conseguir contactar. Isto não é ser indelicado como sugere, mas sim ser responsável como me compete.

E não se preocupe que não me feriu a suscetibilidade pois era preciso muito para que tal acontecesse. Não se incomode é você comigo por ser direto e responsável nas respostas que dou às questões que aqui são postas.

Pena tenho eu por não poder responder com o que a minha intuição me diz a algumas coisas que por aqui são postadas.
« modificado por F.Leite em Janeiro 13, 2018, 19:28:04 »
Faça o login ou registe-se para Gostar.
Caro F. Leite

Eu não discordo da sua opinião, quando se refere aos males dessas práticas... tenho conhecimento de todas essas situações que refere, porém, há pessoas que pretendem "ver" com os próprios olhos, as consequências das suas acções.

Poderei dar um exemplo mais simples:

As empresas de tabáco, colocam rótulos enormes nos seus cigarros (porque foram obrigadas a isso), alertando os perigos e as consequências do acto de fumar...

Como é óbvio, há quem aceite esse rótulo e deixe de fumar e há quem ignore e continue a fumar, ignorando os perigos para si e para os demais...

Agora se você for na rua e me perguntar:

- Sabes onde há aqui perto uma loja que venda cigarros?

e eu respondo-lhe:

- Meu caro, não fume!
- Isso faz-lhe mal!
- Há imensas pessoas a morrer por causa do tabáco... São pregos para o caixão de quem fuma, feitos pelo Satanás e a sua corja... etc

Possivelmente irá pensar: "Este tipo é doido... Eu só lhe perguntei onde posso ir comprar cigarros..."

Obviamente, eu não o poderei obrigar a deixar de fumar (caso fume, claro).
Mesmo que o alerte dos perigos para si e para os demais que fumem passivamente consigo, é uma situação que só dependerá de si, se aceita ou não.

Por vezes, há quem aprenda o mal e pratique o bem... Quantos praticantes do oculto com ligações a situações macábras, não mudaram as suas vidas se convertendo ao bem?

Não custa nada andar informado de como as coisas funcionam, sejam elas boas ou más... Isso dá-nos margem para reflectir e sabermos se realmente é algo que queremos fazer ou não.

A mesma coisa poderá acontecer com a usuário que pediu ajuda o pacto com o diabo... Se a usuário vir que será mau e perigoso para ela e os demais depois de ter conhecimento, talvez nem chegue a praticar o pacto que tanto anseia, percebe?

Só lhe peço que reflicta em todos os "prismas" antes de se sentir injustiçado comigo, caro F. Leite.
Faça o login ou registe-se para Gostar.
Olá F.Leite, na leitura que fiz anteriormente também me pareceu mais uma esparela para si ou para alguns médiuns daqui do fórum do que própriamente tirar algumas dúvidas, alías vem mesmo ao encontro do meu pensamento porque provavelmente se pretendia algo do género usaria simplesmente o privado para tirar as dúvidas e não diria algo tao explícito. Já agora muito raramente a minha intuíção falha e este é um dos casos.

A industria do tabaco não foi própriamente obrigada a colocar esse rótulo mas sim por conveniência sobre possíveis indeminizações devido às consequências de fumar.
« modificado por Filipe_P em Janeiro 13, 2018, 20:33:45 »
Seja a primeira pessoa a gostar disto, fazendo login ou registando-se.
Se o (a) titular deste poste soubesse bem o que quer fazer e a dimensão do acto, não vinha para aqui colocar a questão em causa, Estaria devidamente documentado. Deste modo, penso que não é interferir no livre arbítrio e que todos os conselhos serão bem-vindos.
Faça o login ou registe-se para Gostar.
Bom vou por outra questão nesse pacto fala das chaves secretas estará a falar das 72 clavículas de Salomão?gostaria de estudar muito bem o pacto antes de o fazer...
Para visualizar as imagens,
por favor registe-se ou entre na sua conta.

ps:todos os concelhos e referências estâo bem vindas , ja o foi dito anteriormente neste tópico que o assim é eu só vim confirmar eu mesmo para ser melhor
pps:Como é obvio é impossivel para mim concordar com tudo que é escrito e falado tambem
« modificado por ErzaKnightwalker em Janeiro 14, 2018, 13:59:08 »
Seja a primeira pessoa a gostar disto, fazendo login ou registando-se.
Bom vou por outra questão nesse pacto fala das chaves secretas estará a falar das 72 clavículas de Salomão?gostaria de estudar muito bem o pacto antes de o fazer...
Para visualizar as imagens,
por favor registe-se ou entre na sua conta.

ps:todos os concelhos e referências estâo bem vindas , ja o foi dito anteriormente neste tópico que o assim é eu só vim confirmar eu mesmo para ser melhor
pps:Como é obvio é impossivel para mim concordar com tudo que é escrito e falado tambem

Boa tarde

Cara ErzaKnightwalker,

Existem imensos pactos registados na Internet, porém, não lhe poderei afirmar que todos poderão estar correctos e que resultem.

Num pacto, exige fé e crença em algo, no seu caso, exigirá fé e crença total na entidade que pretende contactar, para que seja possivel obter algo.

Num pacto, envolve algo que agrade ambas as partes, no seu caso, certamente terá de oferecer algo à entidade que pretende e não somente orações de "invocação". (Cuidado com o que pretende oferecer... não provoque a ira nas entidades sejam elas do bem ou do mal.)

Num pacto, a entidade tem livre-arbitrio, tal como você, logo não a poderá forçar a nada que não lhe agrade... caso contrário, poderá ter problemas sérios, que nem em "umbandas e afins" se resolverão.

Num pacto, poderá haver entidades cumpridoras e incumpridoras, logo, reflita bem nessa situação, para que não tenha problemas sérios para si e os demais que vivam consigo.

Finalizando, se tiver interesse em como funcionam os pactos com entidades malignas, aconselho-a a ler conteúdo de "Éliphas Levi". Grande parte (senão na sua totalidade) das missas "negras", são baseadas nos ensinamentos desse individuo.

Acredito que haja por aqui pessoas que trabalhem com entidades malignas, nesse caso, talvez seja melhor comunicar com essas pessoas de forma mais privada, ou poderá ser julgada e condenada pelos demais que por aqui passem.

Cumprimentos
Seja a primeira pessoa a gostar disto, fazendo login ou registando-se.
Acho ninguém só seu estado espírito normal vai fazer esse tipo coisas 0,0
Seja a primeira pessoa a gostar disto, fazendo login ou registando-se.
<< < (2/2)

Navegação